Professor perde tempo demais com bagunça

A revista EXAME trouxe dia 25 deste mês um pequeno artigo sobre o trabalho do professor em sala de aula e o tempo real investido em educação e ensino. Evidentemente, o objetivo do artigo não era esclarecer qualquer diferença entre educação e ensino e muito menos discorrer sobre um ou outro do ponto de vista pedagógico. O artigo trouxe números interessantes que mostram o quanto da sala de aula no Brasil é investido em questões disciplinares.

Leia O professor perde tempo demais com bagunça no Brasil

Ainda devem entrar nas contas administrativas o tempo que muitos de nós perdemos em reuniões prolongadas e sem foco em aspectos práticos e na produção em sala e nos resultados. Muitas reuniões se perdem entre o que não se sabe ao certo ser workshop, palestra, show de marketing pessoal, lutas de ego e bla bla bla.

Nas contas de tempo mal utilizado em sala de aula, a bagunça e desrespeito dos alunos com o profissional a sua frente é ainda maior porque TODOS julgam ser tarefa do professor educá-los (os indisciplinados) para que se comportem apropriadamente em situações diferentes, em suas inci(si)pentes competências sociais.

Parece-me que a sociedade com todas as suas profissões transferiram, não à escola exatamente, mas principalmente ao professor a tarefa de educar filhos deseducados em casa, nas ruas, no sistema.

À escola foi dado todo dever de ensinar, educar e amar incondicionalmente. Foi tirado todo poder disciplinar e orientador. Porque tudo ofende a subjetividade humana. Não cabem advertências e nem punições ( à maneira escolar, claro), porque nosso dever é educar. Daí eu me questiono sobre o conceito brasileiro de educação. Em fim …a banda segue

Eu sou professora, amo ensinar e educar, mas lamento imensamente que muitos alunos que sei que poderiam ser brilhantes se percam por conta simplesmente dessa falta de parceria da sociedade com o trabalho do professor e falta de compromisso com o educando. Inteligência ética e competências sociais, por formas simples e autenticamente caseiras se apreendem sim entre os seus, entre os nossos, em casa, nas pequenas células sociais. Em sala de aula, o tempo que o professor passar com os alunos pode ser suficiente para atingir alguns poucos com as principais questões sobre comportamento ético e disciplinar, mas a criança ou o educando aprende mesmo com o meio, principalmente quando este põe em xeque todo saber escolarizado e acadêmico.

É isso!



Categories: ensinamentos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: