Mas uma vez o português!

Língua, língua, minha língua!

Chamem-na de portuguesa se quiserem,

coloquem-na todas as camisas de força que puderem,

enquanto me houver liberdade,

farei dela entidade,

que sai da boca babando, gritando, chorando, gargalhando

que vai aos textos cantando, pintando, maquiando

Afinal de conta a língua é de quem fala,

danem-se o Estado e os quartéias gramáticais.

Visto nela a camisa que quiser

ponho fé no meu bom gosto.

ainda que isso cause disgosto

Sou linguísta não sou nazista!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: